Dia 27 de maio é o dia Nacional da Mata Atlântica, um dos ecossistemas mais ricos em biodiversidade do mundo, mas que ao longo dos anos sofreu muito com a degradação e a exploração inadequada.

Você sabia que com a reciclagem de resíduos de madeira para a produção da biomassa, a Salmeron já poupou mais de 2.430.000 árvores? Além disso, nossa empresa possui a certificação FSC, garantindo assim a procedência da madeira que processamos.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) possui diversos instrumentos para a proteção das florestas e legalização da exploração de madeira. Dentre eles está o DOF – Documento de Origem Florestal.

O DOF é:

Uma licença obrigatória para o transporte e armazenamento de produtos florestais de origem nativa, contendo informações sobre a procedência dos produtos.

Regulamentado pela Instrução Normativa Ibama nº 21 de 23 de dezembro de 2014.

A emissão do documento de transporte é realizada através de um sistema online, que pode variar de estado para estado. Em São Paulo, utiliza-se o Sistema DOF.

Mas Afinal, quais produtos florestais necessitam de DOF?

Para saber se o produto ou subproduto florestal necessita de DOF, é necessário conhecer a origem do mesmo. Materiais originados de espécies exóticas são dispensados do DOF, enquanto os de origem nativa necessitam do documento.

São considerados produtos florestais aqueles que se encontram no seu estado bruto ou in natura, já os subprodutos florestais são aqueles que passaram por algum processo de beneficiamento. Confira:

 

Como acessar o Sistema DOF?

O acesso ao Sistema DOF exige que a pessoa física ou jurídica possua certificado digital e Cadastro Técnico Federal (CTF) do IBAMA.

Após acessar o Sistema DOF, será apresentada a tela de Serviços, que poderá variar de acordo com a atividade cadastrada no CTF, podendo apresentar os seguintes itens:

FONTE: Manual do Sistema - IBAMA.

 

Serviços DOF:

  • Oferecer produto: Para que seja possível emitir o DOF, o dono do produto ou subproduto florestal deve inicialmente oferta-lo no sistema, para que um comprador possa aceitar ou recusar sua oferta. É importante destacar que poderá haver a emissão de vários DOFs com volumes menores, até atingir a quantidade total ofertada;
  • Aceitar/Recusar oferta: A emissão do DOF só será possível após a aprovação da oferta pelo recebedor. Enquanto houver oferta de material disponível, qualquer uma das partes poderá cancelar o processo, todavia é importante ressaltar que o saldo de produto já transportado não será estornado.
  • Emitir Documento de Origem Florestal: Após a aceitação do material e determinação do pátio de destino pelo comprador, o dono dos produtos ou subprodutos florestais poderá emitir o DOF. No ato da emissão são solicitadas informações de caracterização do material, tais como Matéria prima, quantidade, taxonomia, etc, e também a data a partir da qual terá inicio a validade do DOF. Dependendo das condições de logística da operação, o DOF poderá ser válido por até 5 dias.
  • Confirmar recebimento de produto com DOF: O receptor do produto deve acusar o recebimento do mesmo no sistema DOF em um prazo de até cinco dias após a data de vencimento do Documento de Origem Florestal.

As demais categorias de serviços DOF podem ser consultadas no Manual do Sistema, do IBAMA.

Sobre nós:

Atuamos a mais de 40 anos no segmento de gestão de resíduos e reciclagem. Somos reconhecidos pelo pioneirismo na reciclagem energética, certificados pelo FSC e pelas ISO 14.001 e ISO 9001  para o mercado de energia limpa e sustentável e pelo amplo investimento em melhorias e inovações no serviço de Gestão Total de Resíduos (coleta, tratamento, reciclagem, recuperação, armazenamento, descaracterização, valorização e comercialização de diversos tipos de resíduos). Somos licenciados pelos órgãos competentes (CETESB, INEA, SEMAD, IAP).

Entre em contato conosco e destine todos os seus resíduos corretamente.

Deixe um comentário:
*

Your email address will not be published.